VII PORTINGALOISE

Festival Internacional de Danças e Músicas Antigas

16-18 abril 2021

Armazém22, Gaia

O PORTINGALOISE – Festival Internacional de Danças e Músicas Antigas é promovido pela Kale Companhia de Dança, em parceria com Portingaloise Associação Cultural e Artística, com direção artística de Catarina Costa e Silva, celebrando em 2021 a sua VII Edição.

Este Festival conjuga criação, formação e divulgação de trabalhos relacionados com o património coreográfico europeu do século XV ao século XIX. Tem como objetivo a divulgação da Dança e da sua estreita relação com a Música, designadas Antigas, porque pertencentes a um contexto sociocultural anterior à Era Contemporânea. Trata-se de um evento que tem como premissa fundamental a aproximação ao património escrito mas de natureza efémera – a música, a dança, o teatro – daquele período compreendendo a sua influência na nossa prática ainda hoje, questionando sempre a sua função coeva mas também a sua função na contemporaneidade, abrangendo os seus espaços e agentes desde a prática erudita à popular.

 

PROGRAMAÇÃO:
——————————
17 ABRIL

11H-13H
AULA ONLINE
Dança Renascentista no Auto do Labirinto

Gratuito com inscrição obrigatória, até às 19h00 de 16/04, através de formulário disponível AQUI (após inscrição, será enviado link Zoom para aceder à aula).

16H
ESPETÁCULO
Auto do Labirinto

Cocriação Ensemble Portingaloise e Il Dolcimelo
Streaming Facebook Armazém22

17H-19H
MESA REDONDA
Auto do Labirinto

Com Isabel Monteiro e Catarina Costa e Silva (responsáveis pela direção musical e cénica do espetáculo) e intérpretes, com moderação da Professora Ana Isabel Buescu (Faculdade de Ciências Sociais e Humanas – Universidade Nova de Lisboa), sob a chancela do Centro de Estudos Clássicos e Humanísticos da Universidade de Coimbra.
Streaming Facebook Armazém22

——————————
18 ABRIL
Residência artística de “Balle de las Danças”

AUTO DO LABIRINTO

Ciclo Mimesis

13 junho 2021 | 18h00

Mosteiro de Alcobaça

Com base num extraordinário repertório dramático quinhentista, os personagens – eleitos entre os pares amorosos, o sedutor, a alcoviteira e outros que medram no Paço ou no terreiro – terão os seus serões de corte povoados por danças baixas e altas – pavana, galharda, tordião… – revelando os seus dotes coreográficos e musicais. Não faltam os instrumentos de corte e de folia, indispensáveis para a dança ou para a serenata ao luar.

 

I. Casamento vs. convento

II. Amores desejados… amores frustrados…

III. Devaneios oníricos

IV. Recebimento & louvores a Vénus

 

Texto e direção musical
Isabel Monteiro
Direção cénico-coreográfica
Catarina Costa e Silva
Interpretação cénica, vocal e coreográfica
Catarina Costa e Silva
Daniela Leite Castro
Thiago Vaz
Tomé Azevedo
Instrumentistas
Claudia Fischer | viola de gamba
Diana Pinto | flauta renascentista
Manuel Branco | alaúde renascentista
Pedro Marques | guitarra barroca
Isabel Monteiro | flauta e percussão

Créditos da imagem de capa: Gonçalo Sério Limpo